logo universo

Pesquisar no site:

facebook

Home O USO DA JAPAMALA
JAPAMALA Imprimir E-mail

japamala(Japa=repetição, Mala=cordão ou colar)

A Japamala, mais conhecida no ocidente como rosário de orações, é um objeto antiqüíssimo de devoção espiritual, sendo utilizada em muitas culturas e religiões para marcar orações ou mantralizações. Existem de diversos tipos, tamanhos e materiais e podem ter uma quantidade diferente de contas, de acordo com a cultura ou religião. No Hinduísmo ou Budismo se usam com 108 contas, havendo sempre uma conta maior representando a Divindade, ao redor do qual giram as 108 distintas manifestações, retornos ou encarnações. É a diversidade que gira em torno de uma única unidade.

PRÁTICA DEVOCIONAL

Fazer japamalas, ou japear, é uma atitude devocional importantíssima para todo o devoto que queira aproximar-se em atitude mística da Divindade, podendo-se consagrar a Japamala ao Bendito Vishnu, a Krishna, a Bendita Mãe Divina, ao Cristo, ou simplesmente a Deus, se assim preferir. Fazer Japamalas é adorar a divindade, é humilhar-se, é morrer em si mesmo, ou seja, em nossos defeitos e em nossa parte humana e com isso nascer para o espiritual, para nossa parte divina, desenvolvendo com isso virtudes, dons, talentos de Deus, donzelas espirituais que florescem no jardim de nossa bendita alma. Deve-se fazer muita japamala, muitas vezes ao dia, todos os dias, se é que queremos avançar no caminho devocional.

COMO FAZER

Segure a Japamala com uma das mãos e com o dedo polegar vá girando as pequenas contas conforme for fazendo tuas orações ou repetições de mantrans sagrados, ou seja, segure a primeira conta com o polegar e faça tua primeira oração, quando terminar puxe a segunda conta e continue tuas orações, continuando assim até o final, isto é, até completar as 108 contas. Neste momento é importante não passar por cima da conta principal, ou seja, a conta que representa a Divindade, pode-se dar um beijo nesta conta, demonstrando adoração e devoção e depois se deve virar a Japamala e continuar as repetições ao contrário, quantas vezes quiser, mas sempre que chegar na conta principal deve-se retornar e jamais passar por cima.

COMO ORAR

O mais importante da oração é a mística, a devoção, pois esta sai do coração e não da mente, já que orações repetitivas apenas de forma mental não tem valor algum. Então a primeira coisa que se deve fazer é ter uma atitude mística, santa, devotada, em profunda gratidão e adoração. Se você tem simpatia pelo oriente use mantrans indianos como o “Hare Krishna”, “On Namah Shivaya”, ou ainda mantrans Tibetanos como “Om Tare Tutare Ture Sohá” ou ainda “Om Mani Péme Hung” ou escolha algum mantram devocional ou pequena oração de sua preferência. Caso tenha mais simpatia pelo cristianismo pode-se também, com a mesma eficácia, usar: “Cristo Bendito, Cristo Amado, Cristo Santíssimo, ajuda-me, cura-me, purifica-me”. Lembre-se de que Vishnu, Krishna, Cristo, Logos Solar, etc. são nomes da mesma divindade. Estas práticas devem ser feitas muitas vezes ao dia, em casa, no trabalho, na escola, no ônibus, se puder faça em voz alta, caso contrário, faça mentalmente, mas sempre buscando uma atitude mística e devocional, não se esqueça.

CONSAGRAÇÃO E PODERES

A Japamala pode e deve ser consagrada como um objeto mágico, que pode chegar a possuir um imenso poder de cura, de proteção, de conjuração, de imantação espiritual, para isso é importante seguir algumas recomendações:

1. Uma das primeiras coisas que se deve fazer é lavar tua Japamala com água e sal, para limpar as energias de todas as pessoas que tiveram contato com ela, desta forma ela se purifica e a partir daí somente você deve toca-la, ou seja, não se deve deixar que outra pessoa pegue tua japamala, com raras exceções, como esposo(a) ou outro familiar próximo.

2. Quando não estiver usando tua Japamala deve-se coloca-la ao pescoço e andar sempre com ela, tira-se apenas para tomar banho ou para dormir, ou para praticar é claro, já que o mais importante é estar com ela nas mãos praticando.

3. Deve-se perfuma-la com freqüência, de preferência com perfume de sândalo, pode-se comprar um vidrinho de essência de sândalo ou rosas e colocar algumas gotas todas as manhãs antes de suas práticas.

4. Lembre-se de que a Japamala irá cada vez mais se imantando com sua própria devoção, portanto quanto mais amor, mística e devoção você tiver, mais poder ela terá, chegando a se converter em uma arma mística, ou seja, ela vai se transformando em um poderoso amuleto, ou talismã, que lhe trará sorte, saúde, proteção, dinheiro, prosperidade, amores, felicidade, etc.

5. A Japamala possui poderes especiais para a cura, por exemplo: se você tem dor de cabeça pode coloca-la acima da cabeça e fazer tuas orações, assim como preocupações, resoluções de problemas, stress, etc. pode-se pedir a ajuda espiritual da japamala. No caso das mulheres, pode-se usar a Japamala para aliviar dores de cólicas menstruais, colocando-a em cima do ventre e orando pela cura. Se você tiver alguma pessoa querida enferma também poderá usar o poder de sua Japamala para pedir a cura, para isso basta colocar a Japamala no enfermo e fazer tuas orações místicas, lembre-se apenas de lavá-la com água e sal depois para limpar as energias.

6. Pode-se também ter varias Japamalas, de vários tamanhos e cores. Um para levar sempre consigo, uma para deixar dentro do carro (para proteção), outra para deixar no Altar, etc.

OUTRAS INFORMAÇÕES
Caso queira outras informações escreva-nos.

Que o Bendito Vishnu sorria e lhe favoreça em tuas práticas devocionais.

Hare OM !

Luis Pereira

 

Reflita

O homem livre é senhor de sua vontade e somente escravo de sua consciência.

Aristóteles