logo universo

Pesquisar no site:

facebook

Home Extra Músicas
MÚSICAS Imprimir E-mail

musicaDe acordo com as escrituras e mitologias de todos os povos a música, assim como as demais expressões da arte, foram trazidas aos homens pelos deuses. Na remota antiguidade, a música era empregada com a sagrada finalidade de reverenciar o Ser Supremo. Sua finalidade era a de expressar as cosmogonias, elevar a alma humana às alturas das esferas espirituais. Todas as expressões artísticas desenvolveram-se á luz dos ritos iniciáticos, com a finalidade de expandir a consciência dos iniciados durante as cerimônias sagradas, abrindo-lhes a captação psíquica para experiências transcendentes.

Com o tempo a arte saiu do âmbito dos templos e do sagrado, vulgarizou-se, caiu na banalização das massas, passando a refletir seus instintos inferiorizados, anseios embrutecidos e a desmesurada ambição pelo lucro e a fama.

CIÊNCIA

Atualmente a ciência, sobretudo no campo da medicina e da psicologia, vêm redescobrindo verdades e conhecimentos que os antigos sábios detinham sobre o poder oculto da música.

Hoje sabemos que basta estarmos no campo audível da música para que sua influência atue constantemente sobre nós, acelerando ou retardando, regulando ou desregulando as batidas do coração; relaxando ou irritando os nervos; influindo na pressão sanguínea, na digestão e no ritmo da respiração, exercendo alterações sobre os processos puramente intelectuais e mentais.

Modernos pesquisadores estão começando a descobrir que a música influi no caráter do indivíduo e, ao influir em seu caráter, significa alterar o átomo ou unidade básica — a pessoa — com a qual se constrói toda a sociedade.

Os grandes sábios da China antiga até o Egito, desde a Índia até a idade áurea da Grécia acreditavam que há algo imensamente fundamental na música que lhe dá o poder de fazer evoluir ou degradar completamente a alma do indivíduo e, desse modo, fazer ou desfazer civilizações inteiras.

Assim, "uma inovação no estilo musical tem sido invariavelmente seguida de uma inovação na política e na moral", conclui um estudioso moderno.

COMPORTAMENTO

A influência da música sobre o nosso comportamento é algo que desperta cada vez mais o interesse dos estudiosos. Ela pode influenciar no comportamento de toda uma nação, como por exemplo ocorreu com o rei George III, na Abadia de Westminster, durante uma apresentação de Handel. A certa altura da apresentação da obra o Messias (o coro da Aleluia) o rei se pôs em pé, sinal para que todo o público se levantasse. Ele estava chorando. Nada jamais o comovera tão vigorosamente. Dir-se-ia um grande ato de assentimento nacional às verdades fundamentais da religião.

Os diferentes tipos de música levam-nos a manifestar comportamento mentais-emocionais específicos. Em certas circunstâncias, somos induzidos a alterar procedimentos em função dos diferentes estados de consciências que a música, involuntariamente, pode nos levar a alcançar. Assim, sob sua influência, podemos tomar a decisão impulsiva e decisiva para iniciar ou terminar um determinado relacionamento amoroso, ou ainda, quem sabe, aumentar ou diminuir a velocidade de nosso carro num lugar inapropriado.

MUSICOTERAPIA

Musicoterapia é a utilização da música e/ou de seus elementos constituintes, ritmo, melodia e harmonia, por um musicoterapeuta qualificado, com um cliente ou grupo, em um processo destinado a facilitar e promover comunicação, relacionamento, aprendizado, mobilização, expressão, organização e outros objetivos terapêuticos relevantes, a fim de atender as necessidades físicas, emocionais, mentais, sociais e cognitivas. A musicoterapia busca desenvolver potenciais e/ou restaurar funções do indivíduo para que ele ou ela alcance uma melhor qualidade de vida, através de prevenção, reabilitação ou tratamento. (World Federation of Music Therapy)

A musicoterapia usa sons, harmonias, instrumentos musicais e ritmos como modo de tratamento para vários problemas psicológicos. Com esse tratamento terapêutico a pessoa pode combater várias patologias que envolvem o desenvolvimento, a comunicação, o relacionamento, a aprendizagem, a mobilização, expressão e a organização física, mental ou social. A musicoterapia também é recomendada para desenvolver potenciais ou recuperar funções do indivíduo de forma que ele possa alcançar melhor integração pessoal e social fazendo com que, conseqüentemente, essa pessoa tenha uma melhor qualidade de vida.

Essa técnica de tratamento já vem sendo utilizada a milhares de anos, porém com o aparecimento de remédios químicos, que tem um resultado nem sempre melhor porem mais rápido, a musicoterapia foi deixada de lado pela sociedade moderna e só voltou a ser levada a serio como fator terapêutico no final dos anos 70.

É muito fácil perceber o impacto que o som e a musica tem em nossas vidas, mesmo em simples momentos do nosso cotidiano. Exemplos como o choro de uma criança, a sirene de uma ambulância, o latido de um cachorro, sons esses que causam um impacto no ouvinte. Esse impacto gera uma reação, que pode ser calmante ou estressante, e a partir desses princípios é que a musicoterapia é trabalhada.

A musicoterapia também trabalha como um canalizador e libertador de energia, através de sons e ritmos. Os sons, a liberação vocal, as harmonias usadas fazem com que a pessoa abra seus canais de comunicação deixando assim o consciente sujeito a resposta do emocional. O trabalho do musicoterapeuta nesse momento é fazer com que a pessoa em questão canalize e libere emoções de modo que se sinta aliviada e revigorada após a seção.

Várias empresas multinacionais utilizam a musicoterapia como auxílio no tratamento anti-stress de funcionários e executivos, fazendo com que a produtividade e o desempenho de seus funcionários sejam maiores, e transformando o ambiente de trabalho em um local mais ameno e positivo.

Se você acha que os benefícios da musicoterapia param por aí você se engana: a música ainda traz benefícios para aqueles que ainda nem entraram no mundo. Já se foi comprovado que a música é extremamente beneficial ao feto e a mulher grávida. O uso de musica clássica durante a gravidez tranqüilizam tanto a gestante como o bebê, ajudando também na hora do parto.

MUSICA E A AYAHUASCA

A música e a ayahuasca sempre estiveram intimamente ligadas, desde os icaros e cantos nativos dos xamãs vegetalistas, os hinários do santo daime, as músicas nortistas normalmente utilizadas na União do Vegetal e agora recentemente, com a proliferação cada vez maior de grupos independentes, há cada vez mais grupos produzindo suas próprias músicas inspiradas pela força da Ayahuasca.

Queremos então prestar aqui neste site nossos agradecimentos a muitos músicos e grupos independentes que estão produzindo verdadeiras pérolas musicais.

Consultem no menu lateral algumas indicações que apreciamos.

Nossa eterna gratidão a esses artistas do bem e do belo !

Luis Pereira

AVISO: Algumas indicações estão diretamente relacionadas ao universo da Ayahuasca, no entanto outras não sabemos ou não estão relacionadas de forma alguma, mas que em todo caso são utilizadas pelos grupos hoasqueiros devido a sua influência na expansão da consciência ou pela mensagem que trazem. Caso você tenha um trabalho musical, ou grupo, cd, etc. e queira utilizar nosso espaço para divulgação entre em contato, ficaremos felizes em divulgar seu trabalho.



 

Reflita

Existem mais pessoas que desistem do que pessoas que fracassam.

Henry Ford